sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Arealbike esteve presente no passeio Btt de Ribamar

No passado domingo o Arealbike esteve presente no passeio Btt de Ribamar.

Representado pelo nosso atleta Roberto Ferreira.
Mais um ano a participar neste evento,o Roberto fez a distancia maior ,cerca de 60Km. 



Aproveitando  para testar a sua condição física após as ultimas grandes aventuras. 
Mesmo se tratando de um passeio ,este teve um inicio rápido ,onde o nosso atleta aproveitou para imprimir um ritmo  forte ,a dada  altura seguia  em 4º da geral ate que alcançou o 3 atleta com o qual seguiu  ainda por muitos km. 
Quase no final foram alcançados por outro atleta, seguindo juntos ate a parte final, e mais técnica ,onde o Roberto não arriscou tanto, fazendo-o perder alguns segundos. 

No final terminou em 5º da geral. À que dar os parabéns a organização,que mesmo sendo pequena,consegue estar ao nível das grandes,com muito trabalho de campo, ao abrirem singles brutais. 
Para finalizar nada melhor que um óptimo almoço a Ribamar. 

sábado, 15 de julho de 2017

Mountain Quest

Faz hoje uma semana que os nossos atletas João Santos e Roberto Ferreira se aventuraram nesta experiencia unica que é o Mountain Quest.
Para quem não sabe o Mountain Quest é uma prova em linha em que o objectivo é transpor as 3 maiores serras que circundam Amarante. Sendo elas Abobreira, Marão e Alvão. Depois disto os atletas ainda são brindados com a subida afamada da volta à Portugal em bicicleta, a subida do Monte Farinha mais conhecida como Srª da Graça.
Isto falando em números são qualquer coisa como 180km com 6000 metros de desnível positivos.
Este ano com uma novidade, o Mutant Quest, consistia em os atletas que conseguissem acabar os 180km a baixo das 11 horas de prova, poderiam seguir para mais 70km sendo intitulados como Mutantes, pois não é um atleta dito "normal" que consegue cumprir essa barreira horária e ainda ter força para mais 70km nestas montanhas. Os nossos atletas não conseguiram chegar nesse tempo, o Roberto não o conseguiu apenas por 6 minutos... Houve apenas 5 Mutantes em cerca de 400 atletas.
Além destes números juntam-se mais duas dificuldades. Os atletas têm de percorrer todo este caminho em autonomia total. Ou seja não há ajudas mecânicas ou abastecimentos nem de familiares que possam estar presentes nem da própria organização, porém os atletas tinham assinalados no road book e no gps várias fontes e cafés onde podiam comprar comida e àgua. Além disso todo o percurso era guiado via GPS, não existiam qualquer tipo de marcações no terreno, o que torna ainda mais belo pedalar naquelas montanhas.

A organização apesar de não poder dar assistência activa aos atletas esteve sempre presente em caso de um atleta precisar de auxilio, tanto por fadiga como por algumas quedas existentes infelizmente. Porém assim que se recebia apoio desse staff tão presente os atletas estavam imediatamente desqualificados. Sendo direccionados para Amarante.
Existiam varias equipas do STAFF no terreno. Desde controladores de passagem, a fotógrafos e até equipas de busca e salvamento. Os atletas apesar de em autonomia nunca se sentiam sozinhos.

Esta prova teve o arranque pelas 5 da manhã de Sábado. Parece sedo mas com tantos quilometros pela frente quanto mais cedo melhor. Na partida o ar dos atletas era uma mistura de nervosismo com expectativa de um grande dia de btt.
Dado então o arranque os atletas passaram por algumas ruas de Amarante onde se dirigiram para a 1ª  subida. Subida essa que tinha 12km e quase mil de acumulado. (Acumulado que na nossa zona se encontra em maratonas de 60km isto para quem não pratica a modalidade)
A partir daí já estávamos a cima do nevoeiro. Já estávamos entranhados na serra. Para os atletas que realmente adoram o verdadeiro btt, já estavam em casa.
Depois disso foi descer e subir, subir e descer por montanhas apelidadas pela maioria dos atletas como "mágicas".
No final das contas os nossos dois atletas chegaram ao fim dentro dos tempos limites com o sentimento do dever cumprido, com mais um grande dia de btt nas suas vidas e com novos amigos.
Isto é verdadeiramente o espírito desta modalidade e sempre será o espírito desta prova.
Poderíamos descrever mais, mas é muito difícil descrever o indescritível. Querem saber melhor o que é o Mountain Quest? Em 2018 as inscrições abrem novamente. É só lá ir viver a experiência e realmente perceber o que é o Mountain Quest.

 




sexta-feira, 14 de julho de 2017

Arelho 3º prova do V Troféu Btt do Oeste - 2017

Realizou-se no passado dia 9 de julho a 3º prova do V Troféu Btt do Oeste, a mesma aconteceu na simpática localidade do Arelho – Caldas da Rainha.



Este evento contou com mais de 500 participantes, os mesmos poderam optar uma vez mais pela Maratona (60kms) e Meia-Maratona (40kms). Os nossos atletas Pedro Alegre, David Moura, Márcio Lopes, Acácio Brilha, e Miguel Mourão participaram na distância mais curta, o Marco Tavares optou como é seu hábito pela distância mais longa.
Esta foi uma prova que correu bem a todos os nossos atletas, pois todos eles conseguiram terminar sem quedas e sem problemas mecânicos. No que diz respeito há opinião dos nossos atletas ela é unânime, pois todos eles gostaram do percurso, apesar de o mesmo ser um pouco rolante, mas não totalmente rolante, pois o percurso com qual a organização presenteou os seus atletas também teve algumas subidas, é verdade que as mesmas não eram muito elevadas, mas faziam mossa sempre que apareciam.  Mas o maior ponto de interesse desta prova teve haver com passagem pela lagoa de Óbidos, pois na opinião de todos os nossos atletas é sempre agradável pedalar e desfrutar de uma bela paisagem como aquela.

No que diz respeito ao desempenho de cada um dos nossos atletas o mesmo foi o seguinte:


Meia-Maratona:

Miguel Mourão – 55º Lugar na Geral – 10º Sub23+Elites - 01:39 minutos (20º lugar no Troféu)
Pedro Alegre – 63º Lugar na Geral –20º VetA 01:39 minutos (40º lugar no Troféu)
David Moura - 64º Lugar na Geral – 16º VetB – 01:40 minutos (11º lugar no Troféu)
Acácio Brilha – 131º Lugar na Geral –47º VetA 01:52 minutos (22º lugar no Troféu)
Márcio Lopes -184º Lugar na Geral – 27º Sub23+Elites – 02:04 minutos (50º lugar no Troféu)

Maratona:

Marco Tavares – 81º Lugar na Geral – 20º VetB - 03:08 minutos (41ºlugar no Troféu)

Os pontos positivos deste evento na nossa opinião foram os seguintes: entrega de dorsais rápida, pontualidade no arranque da prova, pontos de abastecimento líquidos e sólidos suficientes, marcações suficientes e visíveis e os banhos desta vez também tiveram na nossa opinião pontuação positiva, apesar de ainda não serem o ideal para um tão numero elevado de atletas.


sexta-feira, 7 de julho de 2017

24 Horas de Btt Coruche - 2017


Foi no passado dia 24 e 25 de Junho que a localidade de Coruche organizou uma vez mais as 24horas de Btt. Este evento contou com cerca de 400 atletas, os mesmos puderam optar por participar a solo, duplas, equipas de quatro e seis elementos. O circuito das 24h de Btt tinha perto de 10kms, e o objectivo consistia em dar o máximo número de voltas possível ao circuito em 24 horas, fossem elas feitas a solo ou por equipas.


A nossa equipa participou pela terceira vez consecutiva nesta resistência de 24h de Btt em Coruche, a representar o Areal Bike e a nossa vila de Alenquer estivaram os seguintes atletas: Nuno Alegre, Pedro Alegre, David Moura, João Paulo, Márcio Lopes, Miguel Mourão e o Roberto Ferreira, este ultimo a solo, os atletas anteriormente referidos fizeram parte de uma equipa de seis elementos. Este desafio teve início às 14:00 de sábado e terminou às 14:00 de Domingo como tem sido feito nas edições anteriores. Este ano o habitual calor que faz quase sempre naquela localidade nesta altura do ano não se fez sentir, o que veio facilitar a vida aos participantes. Alias este ano até o São Pedro deu um ar da sua graça, com uma chuvita durante a madrugada. Esta veio tornar o circuito em algumas zona bastante perigoso, mas tudo correu bem com os nossos atletas que souberam lidar com esta dificuldade.

No que diz respeito á participação da nossa equipa, começamos por destacar o nosso atleta Roberto Ferreira, a participação a solo rendeu um brilhante 3º lugar à geral e no seu escalão. O Roberto iniciou este desafio com a expetativa de conseguir terminar e fazer o melhor lugar possível no final deste evento. O Roberto sabia que ia ser um grande desafio, mas estava preparado para tal, visto que tem vindo a treinar muito e bem para este tipo de provas. Ao longo destas 24h o nosso atleta passou por vários momentos, uns bons, outros menos bons e outros muito complicados principalmente durante a madrugada. O Roberto conseguiu andar cerca de 13 horas na luta pelo primeiro lugar, mas já de madrugada como foi dito anteriormente as coisas complicaram se um pouco, e foi aí que ele quebrou um pouco e caio para a terceira posição, esta o Roberto conseguir segurar até ao final do evento. O nosso atleta Roberto Ferreira conseguiu completar 48 voltas ao circuito de Coruche com um tempo de 24h e 2 minutos. Este desafio não é de facto para qualquer um, e por isso toda a nossa equipa dá os parabéns ao nosso campeão.
 
A equipa de seis elementos também esteve em grande destaque nesta edição das 24horas!
Começamos por realizar um sorteio entre os seis para ver como ia ficar a ordenada a equipa para a partida, então esse sorteio “disse” que o primeiro a ir para a pista iria ser o João Paulo e os seguintes iriam ser o Pedro Alegre, Márcio Lopes, Nuno Alegre, David Moura e por ultimo o estreante Miguel Mourão. O João iniciou a partida com o colega Roberto, logo após a primeira volta passou o testemunho ao Pedro, e assim sucessivamente tal como o sorteio ditou na lista anteriormente mencionada. Nesta faze todos os atletas só realizavam uma volta cada. Por volta da hora de jantar a nossa equipa mudou de estratégia e todos os atletas começaram a fazer duas voltas, isto para que todos tivessem mais tempo para poderem jantar mais descansados, e também para durante a noite terem mais tempo para descaçar um pouco mais. Assim que o tempo começou a clarear os nossos atletas voltaram a fazer uma volta cada um, assim as mesmas tornaram-se mais rápidas, visto que como era só uma volta eles podiam dar tudo e ir sempre a fundo.
A opinião dos nossos atletas no que diz respeito a este evento é muito positiva em todos os aspetos, o circuito este ano esteve muito melhor, zonas de espetáculo junto à praça de touros, a cronometragem e classificações nada de mal apontar, banhos, zona de campismo, pontos de água, jantar, pequeno almoço e almoço tudo impecável.
Só algo que na nossa opinião deveria ser alterado neste evento, é o horário da partida, o mesmo no nosso ponto de vista não deveria ser às 14:00, mas sim às 12:00 horas.
Assim todos nós chegaríamos mais sedo a casa, o que dava algum jeito depois de varias horas acordado!
A nossa equipa de seis elementos conseguiu um honroso 7º lugar entre muitas equipas que participavam na mesma categoria. Os nossos campões conseguiram completar 56 voltas ao circuito com um tempo de 24h e 10 minutos.



A nossa equipa agradece a todos os amigos, familiares, patrocinadores e atletas que entivaram 
presentes na nossa tenda, e que de uma maneira ou de outra ajudaram a que tudo isto fosse mais fácil de ultrapassar, o nosso muito obrigado a todos vocês! 

   


sábado, 1 de julho de 2017

Lobagueira a 5ª etapa da Taca Joaquim Agostinho!

Esteve presente nesta etapa novamente o nosso atleta David Baião, sendo este ano o unico atleta do Areal Em competição nesta taça.

À hora marcada deu-se o arranque, o David sentiu-se logo bem, e com boas sensações!

Seguiu sempre no grupo da frente até ao km8. Porém, numa zona técnica de pedra a corrente saltou, obrigando o David a parar e a perder a ligação com o grupo da frente.
  Sem noção do tempo perdido, o David arrancou com toda a determinação, mas a paragem foi o suficiente para deixar de ver os atletas da frente.
  Depois da paragem o David tentou maximizar o seu ritmo, para tentar  chegar à frente da corrida rapidamente, sem sequer pensar no desgaste que iria ter...só queria lá chegar, pois sentia-se com essas capacidades!
 Ao km 20 alcançou alguns adversários, mas logo na entrada de uma grande subida. Chegou lá completamente a queimar, e com a língua de fora. Com o calor que se fazia sentir ia ser muito complicado recuperar deste esforço de 10 kms. Deu tudo o que tinha mas não foi o suficiente para defender uma melhor posição.
A prova era dura , técnica , mas contudo bem marcada , tendo falhado apenas na hora do arranque.
Acabando assim em 12geral e 6º lugar do escalão.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Maratona Btt do Cadaval - 2º etapa do Troféu do Oeste

Foi no passado dia 18 de Junho, que a nossa equipa se desloucou até à simpática localidade do
Cadaval para participar na 2ª etapa do Troféu Btt do Oeste. Este evento contou com cerca de 400 participantes, os mesmos puderam optar pelas distâncias de 35 e 60 kms.
A nossa equipa levou para esta 2º etapa deste troféu quatro atletas, na Meia Maratona participaram o David Moura, Acácio Brilha e Pedro Alegre e na Maratona o João Paulo.

David Moura
Começamos o rescaldo desta prova com o testemunho do David Moura, o nosso atleta partiu na box nº 2 com o dorsal nº 85, com isso evitou alguns atletas mais lentos, algo que é sempre complicado de ultrapassar num pelotão tão numeroso.
O David arrancou muito bem nesta prova e à entrada para a terra batida já ia no grupo da frente e assim continuou durante os primeiros 10 kms, mas dai para a frente as coisas complicaram-se para o David, o pó que era levantado pelas bicicletas dos outros atletas começaram a fazer mossa no nosso atleta. As dificuldades em respirar começavam e o David teve de abrandar um pouco o ritmo, as decidas também se tornavam mais perigosas devido há pouca visibilidade, estes dois factores fizeram com que o nosso atleta perdesse alguns lugares no pelotão. O calor também se fazia sentir aquela hora da manhã, mas isso não era propriamente um problema para o nosso atleta, visto que o David até se dá razoavelmente bem em andar de bicicleta com o calor, não sendo o mesmo exagerado. A partir do km 20 começavam as subidas, e a passagem pela localidade do Avenal  foi o ponto mais difícil, mas o David ultrapassou essa dificuldade sem grandes problemas, pois o pó já tinha ficado para trás. Os últimos kms foram feitos a gerir o mais possível, devido ao cansaço físico, o nosso atleta acabou mesmo por perder o grupo onde ia e se encontrava também o seu colega Pedro Alegre, e assim chegou à meta sozinho.
O David conseguiu concluir os 36 kms com um tempo de 01:47 minutos, em 19º lugar VetB e 66º lugar à geral.

O Acácio esteve presente na meia-maratona e mais uma vez teve um engano no percurso onde o
Acácio Brilha
trajeto se sobrepõe mais uma vez sem staff nessa zona, de resto foi um percurso um pouco a desejar por passar em sítios muito secos e com muito pó e poucos trilhos, ponto positivo para o staff que forneceu sempre água fresca. O Acácio acabou a prova com um tempo de 02:10 minutos em 39º em veteranos A e em 130º na geral.

Pedro Alegre
O Pedro Alegre também gostou de participar neste evento, e conseguiu terminar sem problemas de maior. Apesar de ter dado uma queda, a mesma não deixou mazelas físicas no nosso atleta, nem mecânicas na sua bicicleta.
O Pedro conseguiu concluir a prova com um tempo de 01:46 minutos, em15 º lugar VetA e 54º lugar à geral.

João Paulo
O João entrou em prova junto com os atletas da frente. Ao Km 15 os atletas da frente da corrida iam com uma média de quase 30kmh. O João começou a partir daí a mudar a postura para a defensiva. Guardando assim as energias para o Montejunto. Pois a maratona passava pela nossa querida serra. Ao
chegar a serra o João voltou a elevar o seu ritmo. Recuperando alguns lugares. Depois foi rolar no máximo que o corpo deixava até a meta. Conseguiu assim um 9o lugar no escalão. É colocar se em 9o empatado em pontos com o 8o lugar no troféu do Oeste.


Na opinião dos nossos atletas este evento tem como pontos positivos o seguinte:
 Entrega dos dorsais, a mesma foi rápida e simples, pontualidade no arranque, cortes de estrada, pontos de abastecimentos liquidados (foram vários ao longo do percurso) e os banhos apesar dos mesmos serem um pouco deslocados do evento.
Pontos menos positivos ou a melhorar:
As marcações em algumas zonas não estavam bem visíveis (até que havia fitas suficientes, mas as mesmas na nossa opinião não são as mais indicadas), o percurso teve muito estradão e poucos trilhos, de resto na opinião dos nossos atletas correu tudo dentro da normalidade, e para o próximo ano de
certeza que voltamos a marcar presença no evento do Montejunto Bike Clube.

  








sábado, 10 de junho de 2017

Maratona BTT Piranhas do Alqueva - 2017

Foi no passado dia 04 de Junho que o nosso atleta David Moura se deslocou à simpática localidade de Reguengos de Monsaraz – Évora.



Este evento contou com cerca de 400 atletas, os mesmos puderam optar pelas distâncias de 50 e 90 kms, sendo esta ultima guiada por GPS nos primeiros 40 kms.
O David optou pela distância mais curta tal como no ano passado, mas esta nada teve haver com a edição anterior. A partida deu-se por volta das 09:00 para quem ia fazer a distância maior e às 9:10 para quem ia fazer a distância mais curta, que foi o caso do nosso atleta.
O David logo no arranque tentou colocar um andamento forte, pois tinha como objetivo pessoal terminar esta prova dentro de um tempo de 02:30 minutos. Logo que entrou na terra batida o nosso atleta ia deitando tudo a perder, devido a um toque de outro atleta o David entrou numa zona onde a estrada tinha alguns rasgos e isso fez com que ele quase perdesse o controlo da bicicleta, mas com alguma sorte à mistura e alguma habilidade o nosso atleta conseguiu evitar a queda. Os primeiros 10 kms foram muito rápidos e só a partir dai é que começaram as dificuldades devido às longas subidas de inclinação bastante acentuada, descidas muito rápidas e também aos 35 graus de calor que se faziam sentir. O David consegui ultrapassar todos estes obstáculos e chegou à subida principal deste evento, a subida ao castelo de Monsaraz com a energia suficiente para fazer alguma diferença perante alguns atletas que já mostravam algum desgaste físico, assim o David consegui recuperar muitas posições.
Depois de ultrapassar a difícil dificuldade do castelo de Monsaraz ficavam a faltar cerca de 15 kms para o final. O nosso atleta conseguiu integrar-se num grupo de vários atletas e juntos percorreram alguns minutos, mas alguns desses elementos começavam a sentir alguma dificuldade, ao contrario do David que continuava com a energia suficiente para continuara a pedalar com alguma força, o nosso atleta apercebeu-se disso e como tinha como objetivo terminar dentro das 02:30 minutos decidiu colocar um andamento mais forte e com ele vieram mais dois atletas, juntos conseguiram recuperar algumas posições até ao final da prova.


O David Moura não conseguiu o seu objetivo pessoal, pois terminou os 53 kms desta prova com um tempo de 02:38 minutos (falhou por 8 minutos), em 40ª lugar e 7ª lugar na sua categoria Veterano B.
Apesar de não ter conseguido terminar dentro do tempo pretendido, o nosso atleta está muito satisfeito com este resultado.
O David gostou muito de ter participado neste evento, e dá os parabéns aos Piranhas do Alqueva pelo excelente trabalho realizado.